Crevasses

15.02.11

Uma crevasse é uma abertura natural num glaciar e são devidas aos movimentos dos glaciares que se partem por causa do seu movimento. São geralmente perpendiculares à direcção de avanço.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por vistageologica às 01:04

Iceberg

15.02.11

Icebergs são constituídos primordialmente de água doce, conquanto não puramente, dado que podem trazer em seu interior outros corpos (animais, fósseis ou não). Não se devem confundir com banquisas (plataformas de água do mar congelada no inverno), que raramente resistem ao verão.

Em se tratando de dimensões lineares, notadamente a altura, tem-se que, em média, cerca de 1/7 do iceberg aflora, emerso, à superfície, enquanto os demais 6/7 constituem a porção oculta, o lastro submerso da massa polar flutuante.

A flutuação do iceberg decorre do fato físico de apresentar o gelo polar (de água doce) massa específica (ou densidade absoluta) de cerca de 0,917 g.cm−3, enquanto a água do mar, por ser solução salina, apresenta massa específica necessariamente maior do que 1 g.cm−3 (em média, 1,025 g.cm−3). Assim, pelo Princípio de Arquimedes, o iceberg necessariamente flutua na água do mar. As dimensões lineares (alturas) e as massas e os volumes emerso e imerso (submerso) calculam-se pelas leis hidrostáticas.

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por vistageologica às 00:36

Glaciares

14.02.11

Glaciar é uma massa de gelo originada à superficie terrestre com causa na acumulação, compactação e recristalização de neve (matéria-prima dessas enormes massas de gelo, denominada após a recristalização por nevado). Para que surja um glaciar numa região, é necessário que a precipitação nos meses mais frios seja muito abundante e, desse modo, supere a quantidade daquela que funde no Verão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por vistageologica às 23:53

Exemplo de Carta Geológica

14.02.11

Exemplo de Carta Geológica

publicado por vistageologica às 23:43

Carta Geológica

14.02.11

Carta geológica é um mapa onde são encontradas informações geológicas, informações essas, sobre o que está por baixo da superfície terrestre.

 

Uma carta geológica deve conter informações como :

 

Tipo, idade relativa e localização das diferentes formações geológicas;

 

Tipo e localização do contacto entre os diferentes tipos de litologia;

 

Tipo e localização dos depósitos de superfície.

 

Direcção e inclinação das rochas estratificadas.

 

Tipo e localização de aspectos relacionados com a deformação das rochas;

 

Base topográfica que serve de apoio à cartografia geológica.

 

Hoje em dia devem também representar a coluna estratigráfica, que relacona as várias unidades em termos cronológicos, colocando em evidência o tipo de contacto e a eventual existência de descontinuidade entre elas e o(s) perfil(s) interpretativo(s) definido(s) segundo direcções que permitem uma melhor interpretação das principais estruturas geológicas existente em certa região.

 

Utilidade da carta geológica


Cartas geoglógicas são úteis para a prospecção e exploração de recursos energéticos, minerais e exploração de águas subterrâneas; a selecção e caracterização de locais para a implantação de grandes obras de engenharia; estudos de caracterização e preservação do ambiente; estudos de previsão e de prevenção de fenómenos naturais, como, por exemplo,actividade sísmica e vulcânica e estudos científicos.

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por vistageologica às 23:32

...

14.02.11

 

publicado por vistageologica às 21:57

Teoria do Caos

11.02.11
Muitos fenómenos não podiam ser previstos por leis matemáticas. Os fenómenos ditos "caóticos" são aqueles onde não há previsibilidade. Por exemplo: o gotejar de uma torneira; nunca se sabe a frequência com que as gotas de água caem e não podemos determinar uma equação que possa descrevê-la. As variações climáticas e as oscilações da bolsa de valores também são caóticos. Actualmente, com o desenvolvimento da Matemática e das outras ciências, a Teoria do Caos surgiu com o objectivo de compreender e dar resposta às flutuações erráticas e irregulares que se encontram na Natureza. Nas últimas décadas, depois de um árduo trabalho, matemáticos e físicos elaboraram teorias para explicar o caos. Hoje sabe-se muito a respeito de fenómenos imprevisíveis, e já é possível ver os resultados. Por exemplo, em 1997, dois americanos conseguiram encontrar uma fórmula para prever aplicações financeiras e com isso ganharam o Prémio Nobel da Economia. O caos tem pois aplicações em todas as áreas. Uma lei básica da Teoria do Caos afirma que a evolução de um sistema dinâmico depende crucialmente das suas condições iniciais. O comportamento do sistema dependerá então da sua situação "de início". Se analisarmos o mesmo sistema, sob outras condições iniciais, logicamente ele assumirá outros caminhos e mostrar-se-á totalmente diferente do anterior.
publicado por vistageologica às 10:51

Carta topográfica de Ribas( Celorico de Basto)

05.02.11

 

publicado por vistageologica às 22:00

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

comentários recentes

  • Muito bom me ajudou muito.
  • Parabéns um bom desenvolvimento !!!Me ajudou basta...
  • Ixael sabe oke vc faz com sua opinião enrol...
  • Ixael sabe oke vc faz com sua opinião enrol...
  • Muito bom,excelente
  • muito ruim
  • Vocês primam pelas imagens.São muito alusivas.cont...
  • Boas imagens! Muito bem.Filipa e Catarina
  • Está muito melhor agora, com as alterações que fiz...
  • Reza a lenda que quando se esta com pressa escreve...

mais comentados

arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro